Destacado Destaques

Destinos e fornecedores da Europa oferecem opções para viagens de incentivo


Destino de viagens de incentivo - Dubrovnic, Criacia

Dubrovnik, na Croácia é um dos novos destinos apresentados no workshop da CET

 

Mais de 100 fornecedores europeus entre escritórios oficiais de turismo, DMCs (Destination Management Companies), hotéis, operadoras, meios de transporte, serviços de receptivo e empresas de entretenimento participaram do 5ª edição do Workshop Internacional Descubra a Europa (WIDE), promovido pela CET Brasil (Comissão Européia de Turismo)  em São Paulo nos dias 24 e 25 de outubro.

Entre os destaques, a forte presença de novos destinos, caso da Croácia e de DMCs, um dos componentes-chave em qualquer viagem de incentivo. Alguns destinos participaram com grandes delegações, caso de Portugal e da Espanha, por exemplo.

Na ocasião, o presidente da CET Brasil, Luiz Fernando Destro, representante da República Tcheca, que anunciou para 2012 a 1ª Conferência Brasil-Europa, que levara agentes de viagem e operadores brasileiros a um destino europeu. A primeira edição será realizada na cidade de Praga, República Tcheca e permitirá a que  os operadores brasileiros convidados apresentem seus serviços aos fornecedores europeus e que esses fornecedores apresentem os seus produtos aos brasileiros.

Segundo Destro,  “escolhemos Praga, por ser um novo destino solicitado entre os brasileiros. O primeiro dia será dedicado à conferência e nos seis últimos, faremos um tour pelas cidades da República Tcheca”.

Para a diretora da América Latina, Maria Valle Lopez, do Centro de Turismo Alemão – DZT (Deutsche Zentrale für Tourismus) a descoberta de novos destinos europeus fora do circuito clássico tende a ser uma tendência no mercado de turismo brasileiro: “O Brasil começou a viajar para a Europa comprando destinos tradicionais. É hora de desvendar cada país de acordo com a personalidade e a escolha do turista”.

Valle Lopez aponta ainda, o crescimento do público brasileiro em solo alemão. No primeiro semestre deste ano, os hotéis alemães tiveram um aumento, em relação ao mesmo período do ano anterior, de 30% nos pernoites. Apesar da procura, a diretora da DZT reafirma no WIDE a necessidade permanente de contato com as operadoras. “Muitas ainda, não possuem a Alemanha como destino. Este é um bom momento para mostrar a riqueza histórica e cultural do país”.

Pin It on Pinterest

Share This