Uncategorized

Sucesso de público do primeiro evento do FAVECC sobre “fees” obriga a entidade a realizar nova edição

Curso de Fee FAVECC

Julio Verna, Francisco Leme, Gervásio Tanabe e Edmar Bull

Provando a relevância do assunto e o interesse que ele vem despertando entre as agências de viagem, a primeira palestra de capacitação sobre cobrança por “fees” promovida hoje em São Paulo pelo FAVECC – Fórum das Agências de Viagens Especializadas em Contas Comerciais em parceria com a Gol Linhas Aéreas, com apoio da ABAV/SP  foi um estrondoso sucesso.

O evento, denominado “Cobranças de Serviços Para Agências de Viagens Corporativas”, superou as expectativas mais otimistas dos organizadores, que já planejam a segunda edição. Francisco Leme, presidente do FAVECC, explica que “além de preencher as 55 vagas, ainda tivemos uma lista de espera de mais 85 pessoas.Por conta disso, já estamos em busca de uma nova data para atender os que ficaram de fora”.

Projeto continua em outros mercados

A capital paulista, no entanto, não será a única a receber os evento do projeto. Através do apoio das ABAVs regionais, a palestra deve, em pouco tempo, se expandir para o resto do Brasil. “A intenção é capacitar cerca de dois mil agentes de viagens em todo o país e a força das ABAVs será muito importante neste processo. Hoje apenas 20% das reservas aéreas são feitas de forma “on line“. Isso significa que 80% delas estão nas mãos dos agentes. Capacitar esses profissionais é fundamental para manter a qualidade no atendimento”, afirma o presidente da ABAV/SP e vice-presidente do FAVECC, Edmar Bull.

Para Gervásio Tanabe, gerente geral para o mercado corporativo da Gol, o treinamento é o principal incentivo que a Gol assegura ao agente de viagem nesta parceria com o FAVECC. Ele explica que o objetivo da Gol é difundir, em âmbito nacional, informações que promovam a capacitação profissional: “como referência de qualidade em serviços para o mercado corporativo, o FAVECC empenha sua credibilidade ao projeto e realiza, na prática, uma importante contribuição setorial”.

Para participar da palestra não é necessário ser associado do FAVECC. Segundo Francisco Leme, o objetivo da entidade com essa ação é levar conhecimento e informação para todos os agentes de viagens, sem limitações. “Essa é a contribuição que podemos fazer em prol dos nossos profissionais e do mercado. As agências de viagens hoje são compostas por dois pilares: recursos humanos e tecnologia. Um não sobrevive sem o outro e para que esse entrosamento tenha sucesso é preciso acompanhar as oscilações do mercado e estar atento às próximas tendências”, complementa.

Fees x comissões

A palestra foi conduzida pelo instrutor do CICTUR (Calendário Integrado de Cursos de Turismo), Júlio Verna, que falou durantes três horas sobre a importância dos “fees“. Segundo o especialista, o agente de viagem não deve viver de comissões e quem deve pagar à agência é o cliente e não o fornecedor. “Com o “fee” não se ganha nem mais nem menos. A diferença que é deixamos de estar vulneráveis às comissões pagas pelos fornecedores, como as companhias aéreas, por exemplo. Assim colocamos um fim a essa dependência”, defende e vai além, “a agência que não migrar para o sistema de remuneração do “fee” está fadada ao insucesso. Essa mudança faz parte do mercado. É uma tendência”.

Para as agências do futuro, Verna dá a dica: “comecem já a adotar o “fee“em suas empresas, assim, quando comissionamento acabar, você não vai mudar o ciclo virtuoso do seu negócios. Quem tem “fee” é uma agência diferenciada”, brinca.

Pin It on Pinterest

Share This